sábado, 18 de março de 2017

PARA LUIS JOSUÉ

Imagem do escritor francês Antoine de Saint-Exupéry 1900\1944



PARABÉNS

Quando eramos crianças de asas longas
De espantados olhares no céu bem fixos
Soprávamos as nuvens sem delongas
P’rós astros vermos, belos e prolixos

Estrelas redondas, mesmo até oblongas
P’ra nós seus encantos eram prolixos
Em histórias de encantar que hoje prolongas
No decorrer da vida como afixos

A Sírius era a nossa preferida
Sim, primeira a brilhar na noite escura
Perfeita essa estrelinha de ilusões

Já na quente caminha tão querida
Pedíamos aos pais toda a frescura
Duma história de estrelas e emoções

Liliana Josué (Erato)



Imagem da pintora britânica Sophie Anderson 1823\1903

Sem comentários:

Enviar um comentário

OUTONO (ll)

(Imagem do pintor Surrealista Tomasz Alen Kopera - Polaco, contemporâneo, nascido em 1976) Aos  restos do teu verde não puídos p...